Queques

Se há coisa que me deixa contente é poder dar aos meus filhos um pouco do que tive em criança.
Se os pudesse levar à pastelaria perto da casa da minha avó (que já não é pastelaria), com a Abelha Maia à porta ,onde meti muitas moedas e ouvi vezes sem conta as mesmas músicas. Onde, acabando a música, subia a escada enorme até à sala onde me maravilhava com as montras de uma ponta à outra da pastelaria, recheadas de bolos e bolinhos...sumos e leites com chocolate...folhados e salgados...
Um mundo de coisas boas!!!
Era ali que de joelhos em cima da cadeira em começava a comer as "maminhas" do meu queque...
Se não fosse o queque seria um porquinho de chocolate ( hoje chamados de bolo podre) que por dentro de uma fina capa de chocolate negro, tinha um creme de manteiga que eu lambia com enorme satisfação.

Aquando descobri esta receita fiquei esperançada pois de aspecto eram mesmo aquilo que eu me lembrava...
E quando comi uma "maminha" fiquei rendida!!!
Os meus filhos provaram os queques da minha infância e como a mãe também adoraram...



Queques
Receita do blog "Masterchef de Algibeira"

125 gr de açúcar
60 gr manteiga  (temp.ambiente)
1 c. chá de fermento em pó
Raspa de 1 limão (usei lima)
2 ovos
90 gr leite
250 gr farinha trigo
manteiga e açúcar para untar as formas

  • Colocar numa tigela a manteiga, o açúcar e o fermento, batendo até ter um creme claro e fofo.
  • Juntar a raspa e continuar a bater.
  • Adicionar os ovos , um de cada vez,batendo .
  • Acrescentar aos poucos, alternando, o leite e a farinha.
  • Deixar a massa descansar por 20 ou 30 minutos.
  • Ir untando as formas com manteiga e açúcar.
  • Colocar a massa nas formas até quase ao cimo e levar ao forno pré aquecido a 200ºc durante 10 minutos e depois baixar a temperatura para os 180ºc por mais 20-30 minutos.
  • Desenformar ainda mornos.
*********************************************************************************

Bem bom...


Comentários

  1. Tmb gosto muito de queques, madalenas, coisas deste género, tmb me faz lembrar a infância.
    Perfeitos para acompanhar com um copo de leite.
    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Que bons!!!
    Fizeste-me recuar também a mim uns anos largos. Como as coisas tinham um significado que só agora damos valor...
    Ficaram mesmos lindos esses queques.
    bj

    ResponderEliminar
  3. Ficaram tão lindos os teus queques. Devem ser deliciosos.
    Beijocas

    ResponderEliminar
  4. Olá...
    ~Que excelente aspecto :).... Tirei 2 ;).... Adorei :)... Beijocas...

    http://nacozinhadaleonor.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Olá Ana Rita:)

    Também tenho lembranças da minha infância que me fazem sonhar e partilhar com o meu filho. Bons velhos tempos que nunca mais voltam:)

    Adorei os teus queques e a história a eles ligada:) Devem ser deliciosos, e a maminha é irresistível:)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Que post tão bonito, tão carregado de lembranças boas, muitas vezes também sinto o mesmo.
    Os queques ficaram realmente lindos, e sem duvida com o gostinho que procuravas.
    Beijocas

    ResponderEliminar
  7. Estão lindos os teus queques... Fiquei deliciada a olhar para o ecrã!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Ficaram lindos, parecem mesmo de pastelaria

    ResponderEliminar
  9. Querida, o que eu adorava andar na abelha maia, agora fiquei nostálgica com esses tempos :) Quantos aos queques o ritual era e é ainda hoje o mesmo, primeiro as "maminhas" e têm que ser tostadinhas, poque para mim queque que é que tem as "maminhas" tostadinhas...depois logo-se come o resto...normalmente deixo uma para no fim me deliciar com a parte que mais gosto tostadinha :p Adorei estes queques porque tem mesmo aspecto de ter as "maminhas" tostadinhas...com tanta "maminha" quase que parece que estou a escrever um texto "erótico" LOOOOOOL enfim adorei os queques :)
    Vou levar a receita :)

    Beijinhos
    Joana

    ResponderEliminar
  10. Oh Rita.... Como te entendo tão bem!! Eu tb me lembro dessas abelhas Maia à porta dos estabelecimentos!!!
    La na minha santa terra havia uma pastelaria, perto da minha escola primária que tinha os melhores queques de toda a cidade.
    De manhã pairava no ar um perfume inebriante que me acompanhava até chegar à escola!! E sim,.... Também comia primeiro as "maminhas" do meu queque!!!
    Mas sabes, nao tenho asim forminhas, e a receita não dá pra fazer nas outras!! Nao fica igual!!!
    Mas fica anotada!!!
    Obrigado por partilhares as tuas memórias!!
    :) Beijinhos,
    Mena.

    ResponderEliminar
  11. Que giros ficaram os teus queques :)
    beijinhos e um bom dia

    ResponderEliminar
  12. Estão mesmo muito bonitos, que bem sabiam agora para o meu lanche!

    ResponderEliminar
  13. Por estes lados a vida não permitia idas à pastelaria (nem me lembro de haver uma na minha infancia) mas a minha mãe fazia-os em casa com essas mesmas forminhas e creio que a receita tambem é igual. Faziam as nossas delicias.
    Bjs
    http://come-bebe-sorri-e-ama.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  14. Ficaram lindos e com todo a certeza muito bons.
    Bjs

    ResponderEliminar
  15. Eu adoro estes queques tradicionais!! Estão lindos, perfeitinhos!!!
    beijinhos

    ResponderEliminar
  16. Tenho de experimentar Ana, também guardo memórias muito felizes de comer maminhas de queques :D O queque sempre foi o meu bolo preferido :)

    Beijinhos e tem um bom resto de dia :)

    ResponderEliminar
  17. Já comia um agora. Os meus filhotes estão aqui já a pedir para eu fazer também hehe....

    ResponderEliminar
  18. Também tenho uma história de infância com maminhas de queques :-))

    Ficaram lindos e se agradaram aos meninos valeu bem a pena, eles vão-se lembrar para sempre!

    ResponderEliminar
  19. Estes queques também estão para mim ligadas a memórias de outros tempos... e que saudades destas "maminhas"1
    Ficaram com um aspecto escelente!
    Bjs
    Paula

    ResponderEliminar
  20. Um mundo de coisas boas mesmo! O meu pai também tinha uma pastelaria e aquilo era uma perdição :)

    Adorei esses queques, uma autentica delicia!

    ResponderEliminar
  21. Ficaram lindos! E também eu adoro as "maminhas"! :)
    Que bom que pudeste partilhar com os teus filhotes um sabor de infância.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  22. Os sabores da infância são eternos! Parabéns!

    ResponderEliminar
  23. Gostei bastante do post, certamente não haverá maior orgulho mostrar aos nossos filhos os momentos bons e alegres que os pais passaram na infância.

    A receita é bem simples mas certamente deliciosa.

    Beijinhos,

    http://fThatcakesweet.blogspot.com

    ResponderEliminar
  24. Ficaram mesmo lindos ! Iguais aqueles que em miuda havia sempre na padaria !...
    Muitos beijinhossss

    ResponderEliminar
  25. Também começava a comer as maminhas dos queques, porque será!! penso que todas as crianças o fazem :-) os teus queques parecem mesmo de pastelaria, como é possivel um bolo tão simples e ser tão bom? um dia destes compro forminhas dessas só para fazer uns queques

    Bjkas
    http://saboresleveslena.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  26. Bem esses queques estão lindos e com um aspeto de pastelaria mesmo :D Também como os queques da mesma maneira, "maminha a maminha" huuummm

    Beijos

    ResponderEliminar
  27. Bom dia Ritinha, acabo de ficar também rendida eh,eh...
    Faltam-me as forminhas para fazer uns iguais...que lindos!
    As fotos estão o máximo parabéns!
    Beijocas.

    ResponderEliminar
  28. Ficaram bem gostosos e fofinhos :)
    Kiss, Susana

    Nota: Ver o passatempo a decorrer no meu blog
    http://tertuliadasusy.blogspot.pt/2013/04/projeto-escolha-do-ingrediente.html

    ResponderEliminar
  29. é verdade. Exitse alguns tesourinhos culinários que guardamos nas nossas memórias mas que por um motivo ou outro, já não os encontramos ou se os encontramos, já não têm o sabor de outrora. E como a vontade de transmitir essa preciosidade ao palato das nossas doces crianças, é grande, puxamos pela nossa determinação e acabamos por encontrar a TAL receita. Hoje partilhou esta generosamente connosco, e estou certa de que fará parte de muitas recordações de hoje em diante.

    ResponderEliminar
  30. Ficaram tão lindos!!! Tal como tu tenho essas recordações dos queques com a maminha :))) obrigada por partilhares connosco estes bolinhos que tão boas memórias me trazem :) e as forminhas cá por casa andam umas iguais, compradas há quase 5 anos e nunca utilizadas :)

    beijinhos e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  31. Maravilhosas essas maminhas...

    Beijocas

    Paula

    ResponderEliminar
  32. Fiquei deliciada só de ver!!
    Estes queques também me trazem boas memórias :)

    Tenho de fazer :)
    Não tenho formas, mas assim que tiver, vou fazer :)

    ResponderEliminar
  33. Gosto muito de queques. Ficaram uma maravilha!
    bjs
    Zezinha

    ResponderEliminar
  34. Rita, lembranças de infância são momentos mágicos e muitas vezes cheios de sabor!
    Ficaram lindinhos teus queques!
    Um ótimo final de semana!

    ResponderEliminar
  35. :-) É sempre um risco tentar reviver as memórias de infância, há algumas que ficam manchadas para sempre pela desilusão (tipo o tulicreme...) mas quando uma experiência dessas consegue levar-nos de volta fielmente, é uma maravilha.

    ResponderEliminar
  36. Essas memórias são simplesmente deliciosas.
    Tal como estes queques. :)

    Jota
    http://searchncook.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  37. Olá Ana Rita,
    Fico muito contente que a receita te tenha agradado... foi exactamente essa felicidade que senti quando encontrei a receita no No Soup for You... adorei... leva-nos realmente muito atrás quando um simples queque era a alegria total... :)
    Um beijinho e gostei de te conhecer hoje nas "facas"...hehehehe
    um beijinho
    Mafalda

    ResponderEliminar
  38. Devem ter ficado deliciosos! E tornam-se ainda mais especiais pelas recordações que te trazem! Acho sempre que a cozinha e as memórias são aliadas perfeitas! O resultado é sempre fantástico. Também quero experimentar esta receita.

    Beijinhos,
    http://madamexicaras.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

O vosso comentário é sempre bem vindo!
Obrigada e beijinhos,
Ana Rita